Quarentena para os humanos e liberdade para os animais
20 de Janeiro de 2021

Quarentena para os humanos e liberdade para os animais

No início de 2020, o mundo se deparou com uma das maiores crises na saúde pública dos últimos tempos: a pandemia da covid-19. Como medida de prevenção à contaminação, nações inteiras precisaram iniciar uma quarentena sem previsão de término. 

Com as medidas de isolamento social o mundo praticamente parou. Pela primeira vez em séculos, fábricas e parques industriais inteiros interromperam suas linhas de produção, carros pararam de circular e comércios não essenciais foram fechados.

Nesse contexto, a economia mundial sofreu grandes impactos. Afinal, em tempos de pandemia milhares de trabalhadores precisaram ficar em casa, paralisando grande parte das atividades econômicas e sociais.

Mas será que a quarentena trouxe consequências positivas? Para a natureza, sim!

Confira hoje os efeitos benéficos do lockdown para o meio ambiente e os animais. 

Os efeitos da quarentena para a natureza

Há muito tempo as ações humanas vêm causando sérios danos ao meio ambiente. A poluição lançada diariamente na atmosfera e a grande quantidade de lixo produzido são apenas alguns exemplos de como o homem contribui ativamente para a degradação da natureza. 

Considerando esta realidade, a quarentena representou uma pausa para o meio ambiente se recuperar e respirar mais aliviado.

Em meio ao isolamento social, as pessoas assistiram das janelas de suas casas uma regeneração, ainda que temporária, da fauna e da flora.  

Ao redor do mundo, diversas situações atípicas foram registradas, como:

  • Índices mais baixos de poluição no ar em grandes cidades da China e da Índia;
  • Animais silvestres passeando livremente por centros urbanos;
  • Desova de milhares de tartarugas em praias vazias;
  • Águas mais cristalinas nos canais de Veneza.

Para muitos, a quarentena e os exemplos registrados ao redor do mundo apenas reforçam o quanto a presença humana influencia na natureza e no comportamento dos animais. 

A rotina após a quarentena

Mesmo com os reparos momentâneos observados durante o lockdown, cientistas e pesquisadores apresentam uma preocupação em comum: que efeitos o fim da pandemia pode gerar para a natureza? 

Com a volta gradual à rotina, os especialistas temem que o pós-isolamento cause o chamado efeito rebote.

Neste cenário, empresas, indústrias e sociedade buscariam compensar o “tempo perdido” durante a quarentena, intensificando o desmatamento, a emissão de poluentes, o turismo irregular, a exploração e o consumo, impulsionados pela ilusão de que a natureza estaria recuperada. 

Com isso em mente, de que maneira a sociedade pode retomar a rotina de forma mais responsável e menos prejudicial para o meio ambiente? 

Confira algumas dicas para fazer a sua parte no novo normal pós-pandemia:

Consumo consciente

Em decorrência da pandemia, o comércio físico precisou ser fechado para evitar a propagação do vírus. Dessa forma, apenas os serviços essenciais continuaram operando. 

O fechamento de lojas de rua, centros comerciais e shoppings fez com que muitas pessoas reduzissem o consumo de bens materiais e itens dispensáveis. 

Na volta à rotina, o ideal é que a sociedade repense seus hábitos de consumo, buscando viver com menos bens materiais e com mais qualidade.

Vida mais saudável

Durante a quarentena, diversos centros urbanos registraram uma melhoria significativa na qualidade do ar em decorrência da queda do uso de automóveis. 

A ausência de carros circulando diariamente fez com que o ar se tornasse mais limpo e com menos micro partículas de poluição.

Considerando esta melhora, que tal escolher alguns dias da semana para deixar o carro na garagem e investir em uma vida mais saudável? 

Redução na produção de lixo

A geração de resíduos é um dos maiores problemas enfrentados pelos países hoje em dia. Afinal, grande parte do lixo produzido acaba sendo descartado de maneira imprópria, poluindo rios, oceanos e a natureza como um todo.

No pós-pandemia, vale buscar alternativas para reduzir a produção de lixo e o consumo de embalagens descartáveis. A reciclagem ganha ainda mais evidência, podendo ser realizada, inclusive, dentro de cada residência.

Manter a redução de impactos no pós-pandemia pode representar um desafio e tanto para a sociedade. 

Mas se cada indivíduo fizer a sua parte e buscar uma mudança de hábitos, é possível construir um futuro mais saudável e com mais natureza para todos.

Gostou do artigo e quer conferir mais assuntos relacionados ao universo sustentável e à preservação do meio ambiente? 

Visite o portal do Sustentável Show e acesse nossos artigos sobre reciclagem, energia, ecocidade, alimento, água e muito mais! 

Comentários para este post
Leia também
Inscreva-se em nossa newsletter