Agricultura sustentável: o que é e como colocar em prática
10 de Setembro de 2020

Agricultura sustentável: o que é e como colocar em prática

A sustentabilidade é um assunto discutido em diversos setores da sociedade e cada vez mais segmentos estão buscando se desenvolver de forma sustentável. Com o objetivo de reduzir o impacto do ser humano no meio ambiente e alcançar a segurança alimentar no mundo, a agricultura sustentável assume um papel muito importante e tem impacto na economia, saúde, meio ambiente e na sociedade como um todo.

Atualmente, as pessoas têm prestado mais atenção ao que consomem, tanto em relação à qualidade quanto à procedência. Nesse contexto, a agricultura sustentável traz benefícios para o consumidor, que adquire alimentos mais saudáveis, e ao agricultor, que gerencia um negócio financeiramente viável e contribui para um mundo melhor.

O que é agricultura sustentável?

A agricultura sustentável é o conjunto de práticas para fornecer produtos saudáveis sem prejudicar o meio ambiente e os recursos naturais. Para isso, deve respeitar a natureza, ser socialmente justa e economicamente viável.

Essas práticas têm como objetivo garantir que as futuras gerações sejam capazes de suprir suas necessidades de produção com qualidade de vida. Para isso, algumas ações importantes incluem reduzir a utilização de produtos químicos, usar técnicas que não poluam o ar, o solo e a água, além de não desmatar florestas e matas.

Nesse contexto, a Organização das Nações Unidas (ONU) definiu como um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável até 2030. 

Assim, ao apoiar a agricultura familiar, o acesso equitativo à terra, à tecnologia e ao mercado, a meta é promover práticas agrícolas sustentáveis para que todas as pessoas tenham acesso a alimentos nutritivos durante toda a vida.

A agricultura sustentável na prática

Para colocar a agricultura sustentável em prática é preciso tomar uma série de iniciativas e mudar diversas atitudes comuns no cultivo de alimentos. Uma das formas de fazer isso é utilizar adubos naturais e inseticidas biológicos, que combatem as pragas e protegem a plantação sem prejudicar o meio ambiente.

Outra ação fundamental que contribui para o clima e a agricultura sustentável é acabar com o desmatamento ilegal. 

No Brasil, principalmente na região da Amazônia, já existe um grande território desmatado e mal utilizado que, em vez de dar lugar a cultivos importantes, tem uma pastagem pobre que se esgota em pouco tempo. Essa área desperdiçada tem grande impacto para a economia e o agronegócio não só no Brasil, mas no mundo todo. 

Uma forma de resolver essa questão e contribuir para a sustentabilidade é a adoção de uma gestão ambiental e territorial, em que são realizados estudos para definir em qual área e clima a prática agrícola irá alcançar maior rendimento e menor desgaste do solo.

Neste sistema também são considerados a proximidade da área produtiva com o mercado, com o objetivo de diminuir os custos com transporte e poluição do ar, para que a cultura em questão alcance seu potencial máximo.

Outro sistema que contribui para a sustentabilidade é o plantio direto, que consiste em não arar o solo antes da plantação, utilizar folhagens secas como cobertura e realizar a rotação de culturas para não esgotar os nutrientes e, assim, preservar a capacidade produtiva do solo.

Essas práticas, combinadas à eliminação de pesticidas e adubos químicos, que prejudicam a saúde dos consumidores e agricultores, e à utilização de energias limpas e renováveis, contribuem para uma agricultura sustentável e com menor impacto para o planeta e as futuras gerações.

Comentários para este post
Leia também
Inscreva-se em nossa newsletter